Notícias Nacionais

Viver + Sobre Rodas

O projeto “Viver mais sobre rodas” é uma iniciativa de profissionais de saúde para se chegar a lugares isolados e com fracos recursos técnicos. Cristina Gualdino, enfermeira e coordenadora deste projeto, decidiu partir à aventura e concretizar o sonho de ajudar as populações nas aldeias do interior de Portugal. 

Com uma caravana equipada para o efeito, esta enfermeira saiu de Lisboa em direção a Mirandela, bem no norte do país, depois de ter recebido um convite do colaborador local da Associação Internacional de Temperança. Durante oito semanas a caravana “Viver Mais Sobre Rodas” passou por três aldeias, em dias diferentes da semana, porém, em cada aldeia todo trabalho acabou por ser desenvolvido nas instalações cedidas gratuitamente pelas Juntas de Freguesia.

E tal como todos os outros, também o Presidente e a família fizeram questão de participar e aproveitar os conselhos de saúde, sendo ele sempre o primeiro a chegar, dando assim o exemplo. Para a concretização deste projeto, a Caravana “Viver Mais sobre rodas” recebeu apoio de vários voluntários no âmbito da saúde bem como de duas instituições adventistas. Pela ASI receberam uma bolsa, aquando da Convenção anual, e pela AIT receberam toda a ajuda em material médico.

Fazer este trabalho com a missão de transmitir valores e conhecimento às populações carenciadas e sem recursos técnicos de saúde, permite que os resultados sejam sempre muito positivos. Para uma aldeia como a de Passos, no conselho de Mirandela, este tipo de iniciativas são sempre muito apreciadas. O pior não é na hora da chegada mas sim, quando a caravana voltar à estrada para seguir em direção a outros projetos. Para o presidente da Junta de Freguesia, António Roque, "Será com alguma tristeza quando eles se forem embora, penso que iremos saudades mas acho que estamos a trabalhar noutro projeto e penso que ele irá continuar..."

Seja que projeto for, resta esperar que na aldeia de Passos, a qualidade de vida seja cada vez mais real entre aqueles que seguiram atentamente os conselhos deixados pela equipa “Viver Mais Sobre Rodas”.