Notícias Nacionais

No seguimento do impacto causado na comunidade Adventista em Portugal pelo vídeo divulgado pelo pastor Doug Batchelor do Amazing Facts, em que se reproduzem os apelos de um bispo anglicano e do papa Francisco dirigidos aos principais líderes pentecostais para que terminem o protesto iniciado por Lutero e se unam à Igreja Católica Apostólica Romana, queremos apresentar a todos os membros da Igreja Adventista em Portugal  um número especial da revista Sinais dos Tempos.

Este número tem por título “A Reforma da Palavra” e é inteiramente consagrado ao testemunho e ao impacto histórico dos diversos Reformadores. Assim, a revista abre com uma pequena biografia de John Wycliffe, frequentemente designado pelos historiadores da Igreja como “a estrela da manhã da Reforma”. Tendo vivido entre 1324 e 1384, Wycliffe foi um destacado filósofo e teólogo inglês que, guiado pela sua leitura da Palavra de Deus, procurou levar a Igreja de volta à sua pureza original. Ele também ficou conhecido como o primeiro tradutor da Bíblia para o Inglês a partir do Latim. Jan Huss (1369-1415) foi o reformador que se seguiu. Sendo adepto das doutrinas de Wycliffe, Huss procurou também reformar a Igreja dos abusos que nela se verificavam. Tendo dado testemunho da verdade, rendeu a sua vida como mártir na fogueira. Abordamos em seguida a vida e a obra de Martinho Lutero, o sol nascente da Reforma. Veremos a determinação de Lutero em ser fiel às doutrinas das Escrituras e, nomeadamente, à sua doutrina cardeal: a justificação pela fé. Segue-se uma pequena resenha biográfica sobre a vida e a obra de Willliam Tyndale (1494-1536). Este foi o primeiro tradutor da Bíblia para Inglês a partir das línguas originais das Sagradas Escrituras. Sentindo a grande necessidade que o seu povo tinha da Palavra, Tyndale enfrentou sérios perigos para lhe dar a Bíblia na sua língua materna. Acabou por pagar com a vida a ousadia.

Abordamos depois a vida de João Ferreira de Almeida (1628-1691), o primeiro tradutor da Bíblia para Português a partir das línguas originais. Ficamos a conhecer as suas aventuras e desventuras, sempre guiado pelo desejo intenso de tornar acessível a Bíblia aos falantes do Português.  


 

A nossa revista continua com uma pequena biografia de John e Charles Wesley, os reformadores do século XVIII na Grã-Bretanha. Veremos o impacto que os fundadores do Metodismo tiveram na história do Cristianismo. Finalmente, esta Sinais dos Tempos sobre a Reforma termina com um pequeno artigo acerca da Igreja Adventista do Sétimo Dia, onde se expõem as razões teológicas que estão na base da escolha do nome da nossa Igreja. A Igreja Adventista do Sétimo Dia surge, assim, como uma justa herdeira da Reforma e como a sua digna continuadora. Assim, dada a importância e a relevância atual do seu tema e dado o modo abrangente como este é tratado, cremos que todos os Adventistas terão todo o interesse em ler e em oferecer este número da Sinais dos Tempos. Como escreveu Ellen White, “apenas os que forem diligentes estudantes das Escrituras, e receberem o amor da verdade, estarão ao abrigo dos poderosos enganos que dominam o mundo” (O Grande Conflito, Publicadora Servir, 2009, p. 520).