Notícias Internacionais

 

Três Adventistas do Sétimo Dia da Moldávia e um outro jovem músico morreram numa colisão entre um pequeno autocarro e um camião cisterna, ocorrida no dia 1 de junho numa estrada rural. O choque também provocou a morte ao condutor do camião.

Entre os mortos estão Tatiana Catana e Viorica Ciobanu, dois jovens músicos; Olga Jentimir, esposa de um dos músicos e mãe de outro músico. O seu filho, Andrei Jentimir, viajava igualmente no mini-autocarro e sofreu, entre outras lesões, uma fratura na perna e no braço. A tragédia tirou também a vida a Artur Barba, um menino de 12 anos, que não era adventista, mas tocava na orquestra.

As vítimas pertenciam à Igreja Adventista do Sétimo Dia de Ivanovca Noua (Moldávia) e regressavam de um funeral que teve lugar na cidade de Laloveni.

No dia 5 de junho, 1 500 pessoas reuniram-se na igreja adventista em Ivanovca Noua para prestar a sua última homenagem aos que morreram no acidente. Os músicos da aldeia vizinha, Singerei Noi, também estiveram presentes.

Uma equipa de resgate e oito viaturas de emergência chegaram ao local do acidente e transportaram onze músicos feridos para o hospital. Quatro dos quais foram levados em estado muito grave. O país ficou em choque com a gravidade do acidente, e os meios de comunicação forneceram, durante vários dias, muitos detalhes sobre a tragédia.

A República da Moldávia é um país da Europa Oriental, limitado a norte, leste e sul pela Ucrânia e a oeste pela Roménia. O país tem uma população de 4,1 milhões de habitantes, e de acordo com as estatísticas da Igreja mundial, conta com aproximadamente 10 700 Adventistas do Sétimo Dia que se reúnem em mais de 150 congregações.

Fonte: Adventist News Network