Notícias Internacionais

A toponímia de Florença, em particular a feminina, foi enriquecida com um novo nome.

A 10 de Dezembro, pelo meio-dia, a via Ellen Gould White—assim nomeada em honra da escritora, cofundadora e figura proeminente da Igreja Cristã Adventista do Sétimo Dia—será inaugurada.

Tudo começou quando o Instituto Adventista "Villa Aurora" (Iacb), de Florença, apresentou o pedido aos corpos competentes para a nomeação da rua contemplada a partir das instalações do novo campus,  atualmente Viale del Pergolino, em honra da pioneira da organização.

O pedido foi aceite e o Instituto "agradece à Cidade de Florença pela sensibilidade demonstrada no reconhecimento da virtude e conveniência da proposta formulada.”

Na sua decisão, o Conselho da Cidade considerou vários elementos que incluíram: o facto da instituição religiosa, estabelecida na propriedade desde 1947, para além de ser um assento universitário, ter dedicado parte das suas instalações à receção das famílias de pacientes hospitalizados na proximidade do complexo hospitalar; apenas os edifícios da Villa Aurora têm vista para a rua em questão; as ruas de Florença, de acordo com um costume antigo, frequentemente obtêm o nome a partir do contexto que as rodeia; mudar o nome não prejudicaria uma memória histórica muito antiga; e, por último, mas não menos importante, oferecer facilidade de acesso às instalações aos que desejam utilizar os serviços mas muitas vezes se enganam na rua porque existem dois nomes semelhantes (via del Pergolino e viuzzo del Pergolino).

Na cerimónia de nomeação da rua, o Centro de Estudos e Documentação "Ellen G. White", a atual biblioteca, também será inaugurado dentro do Campus.

A pioneira

Esta é a forma como o Iacb a descreve na apresentação do Centro de Estudos no website villaaurora.it:

Ellen G. White (1827-1915) foi uma pessoa muito especial para a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Com Joseph Bates e o seu marido, Tiago White, ela é a cofundadora do movimento religioso formado em 1863, mais tarde estabelecido como Conferência Geral dos Adventistas do Sétimo Dia. Uma líder religiosa, escritora prolífica, reformadora social, assim como esposa e mãe de família, a sua influência multifacetada tem sido sentida muito para além da delimitação denominacional. Em 2014, a Revista Smithsonian incluiu-a na lista dos "100 Americanos Mais Influentes de Todos os Tempos."

Para os Adventistas do Sétimo Dia, Ellen G. White é uma pessoa especial, porque nela reconhecem a manifestação do dom profético. De entre as doutrinas fundamentais dos Adventistas do Sétimo Dia, a No. 18 é-lhe dedicada: "As Escrituras revelam que um dos dons do Espírito Santo é a profecia. Esse dom é uma característica da igreja remanescente e nós cremos que ele foi manifestado no ministério de Ellen G. White. Seus escritos falam com autoridade profética e proveem consolo, orientação, instrução e correção para a igreja. Eles também tornam claro que a Bíblia é a norma pela qual deve ser provado todo ensino e experiência. (Núm. 12:6; 2 Crón. 20:20; Amós 3:7; Joel 2:28, 29; Atos 2:14-21; 2 Tim. 3:16, 17; Heb. 1:1-3; Apo. 12:17; 19:10; 22:8, 9)."

Após a sua morte, uma fundação, O Património Ellen G. White®, foi criada, juntamente com um website onde é possível consultar digitalmente a obra completa de Ellen G. White na sua língua original, pelo menos para os livros traduzidos até hoje, em muitas outras línguas, incluindo o Italiano. Para promover ainda mais a consciencialização acerca da obra e escritos de Ellen G. White, centros de estudo dedicados a ela têm sido criados em diversas regiões do mundo (Gabinetes satélite, Centros de Pesquisa, Centros de Estudos).

Notável, especialmente no contexto italiano, o Centro de Estudos de Ellen G. White, oficialmente reconhecido pelo Património Ellen G. White®, foi estabelecido no Instituto Adventista. Tem uma vasta seleção das obras publicadas de Ellen G. White em Inglês, Italiano e outras línguas. Estas obras estão integradas no catálogo da biblioteca do Instituto e são pesquisáveis.

Notícia original AQUI

Dep Comunicações UPASD