Notícias Internacionais

 

Um engenheiro aeronáutico, que está ao serviço de uma frota missionária, na Papua Nova Guiné, sofreu queimaduras em 50 por cento do seu corpo depois de um incêndio que deflagrou durante uma manutenção de rotina num avião novo.

 

Linden Millist, engenheiro-chefe dos Serviços de Aviação Adventista (SAA) sofreu queimaduras após um tanque de combustível se ter incendiado no hangar dos SAA, no aeroporto da cidade de Goroka, nas Terras Altas Orientais da Papua Nova Guiné. O missionário foi transportado por um serviço médico aéreo para Brisbane, na Austrália, onde permanece em estado grave enquanto é submetido a tratamento hospitalar.

Millist, de 33 anos, é filho de Roger Millist, diretor geral dos SAA.

Os SAA estão a cooperar com a Comissão de Investigação de Acidentes do país, a fim de determinar a causa da ocorrência.

Os SAA desempenham uma missão importante na obra da Igreja Adventista, na Papua Nova Guiné. Os pilotos transportam pastores, professores e materiais de construção nas isoladas e acidentadas terras altas, ao longo dos rios Fly e Sepik. A maioria das aldeias afastadas fica a dois dias de caminho das estradas principais. Os SAA colaboram igualmente nas evacuações médicas.

O ministério possui dois aviões de 10 lugares e ofereceu mais de mil voos missionários no ano passado. Os SAA também realizam trabalhos comerciais para ajudar a sustentar financeiramente o seu ministério.

Millist é um dos 13 funcionários dos SAA, quatro dos quais são pilotos.

Leigh Rice, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia da União Missão da Papua Nova Guiné, lançou um apelo aos adventistas para orarem por Millist e pela sua recuperação.

Fonte: Adventist News Network