Notícias Internacionais

Os Diretores de Departamento de Liberdade Religiosa e Assuntos Públicos da Divisão Inter-Europeia estiveram reunidos entre os dias 3 e 6 de Junho, em Pomezia, perto de Roma, Itália. Para realçar a importância deste ministério, foram convidados a estar presentes também os Presidentes das Uniões destas Divisões.

Para além do Pastor Liviu Olteanu, Diretor do Departamento PARL da Divisão, o encontro contou com o contributo do Dr. Ganoune Diop, representante da Igreja Adventista do Sétimo Dia na ONU, e do Dr. Dwayne Leslie, responsável pela delegação Adventista junto do Congresso dos EUA – ambos Diretores Associados do Departamento PARL da Conferência Geral.

O encontro teve como matérias de trabalho a apresentação de relatório por parte dos responsáveis, com informações relevantes sobre o estado da Liberdade Religiosa no mundo e a situação dos membros de Igreja em diversos países; a formação dos Diretores ao nível das Uniões relativamente a estruturas, métodos, documentos e redes de trabalho ao nível da Liberdade Religiosa; a divulgação de relatórios sobre a situação em cada país da Divisão Inter-Europeia; e, finalmente, a monitorização de questões de interesse comum na Europa, nomeadamente o desenvolvimento da relação entre o mundo laboral e o direito à guarda de um dia de descanso.

O relatório sobre o trabalho do Departamento e a situação da Liberdade Religiosa em Portugal foi apresentado pelo Diretor do Departamento, Paulo Sérgio Macedo. O Presidente da UPASD, Pastor António Rodrigues, teve a responsabilidade de apresentar a meditação de abertura, sobre o amor de Deus como fundamento da liberdade, e foi convidado a expor perante o Conselho da Divisão as conclusões mais significativas do encontro.

Apesar das dificuldades sentidas em alguns dos países do nosso Continente, os presentes tiveram a oportunidade de testemunhar da certeza da presença de Deus com a Sua Igreja e de reafirmar a confiança no Seu cuidado e amor. Especialmente impressionante e digna de registo foi a apresentação do relatório da União Checa/Eslovaca, pelo Pastor Thomas Kabrt, no qual foi mostrado um vídeo sobre o sofrimento dos irmãos checoslovacos oprimidos no tempo da ditadura. A Igreja Checa/Eslovaca viu-se agora reconhecida com um pedido formal de desculpas pela perseguição sofrida e recebeu um significativo valor monetário compensatório pela perda de património da Igreja, que, apesar de não saldar nem apagar o sofrimento passado, servirá, pela graça de Deus, para o investimento no avanço da obra naquele difícil campo secular.

Ficam na memória dos presentes as palavras e as orações que nos devem confortar e motivar neste ministério fundamental da Igreja, que tem como objetivo primeiro o de defender e promover o princípio de Liberdade Religiosa, e, segundo, criar o espaço e as condições para que todos os outros ministérios atuem, no cumprimento da missão que nos foi confiada.

Paulo Sérgio Macedo | LR e AP | ad7news